domingo, 13 de maio de 2018

Sedestmidh/DF: órgão confirma edital até julho !

Níveis médio e superior
Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves 
A  Secretaria de Estado do Trabalho, de Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos do Distrito Federal  (Sedestmidh/DF), antiga Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda, divulgou, por meio de publicação em uma rede social, na última quarta-feira, 18 de abril, que o edital do seu novo concurso público deve ser publicado dentro de um período de, no máximo, 90 dias, ou seja, até julho.O prazo foi definido conforme acordo firmado com o Ministério Público do Trabalho do Distrito Federal (MPT/DF). Para a liberação do documento, a secretaria ainda precisa definir o nome da  banca organizadora da seleção.
 O processo para definição da empresa está em andamento desde 5 de junho de 2017, quando o concurso foi autorizado pela Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão (Seplag). 
A seleção vem sendo anunciada desde 2014, quando anunciada  pelo então governador Agnelo Queiroz. Na ocasião, a autorização foi de 200 vagas, sendo 100 para o cargo de especialista em assistência social e 100 para técnico em assistência social. Porém, agora o concurso deverá ocorrer com uma oferta maior de vagas, uma vez que portaria divulgada pela Seplag/DF especifica a oferta de 314 vagas iniciais, além de formar cadastro reserva de pessoal.
Outro novidade é que o órgão confirmou que, para quem possui ensino médio, a seleção contará com oportunidades para cargos de técnico administrativo e agente social.
No caso de nível superior, as opções serão para analistas em diversas áreas, incluindo pedagogo, assistente social, psicólogo, especialistas em direito, nutricionistas e educador social.
As remunerações iniciais são de R$ 2.271 para técnico e R$ 3.101,45 para analistas, ambos com jornada de trabalho de 30 horas semanais.
Com mudanças recentes na comissão do concurso, a presidente deixou de ser a servidora Isabel Christina Raulino Miranda, sendo substituída por Louise de Silva e Lima Xavier, que já fazia parte do grupo. Passou a fazer parte da comissão a servidora Junia Christina Silva Amancio, juntamente com os membros já convocados em junho: Thales Mendes Ferreira, Patricia Gorette Balduino de Souza,  Cibele Franco Monteiro e Thais Mandarino de Albuquerque
A necessidade de pessoal é tanta que, em março de 2016, o Conselho de Assistência Social do Distrito Federal divulgou,  por meio de publicação em diário oficial, a resolução 02, de 29 de fevereiro de 2016, que especifica deliberações constantes na XI Conferência de Assistência Social do Distrito Federal. Entre as determinações discutidas está a “realização de concurso público, em caráter de urgência, para todos os cargos da carreira pública de assistência social, com nomeação imediata, contendo curso de formação obrigatório como etapa do concurso”. Outro ponto cobrado durante o evento foi a  reestruturação das carreiras, com critérios de ascensão, atribuições, estrutura, salários e valorização dos servidores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário