Páginas

terça-feira, 28 de maio de 2024

Concurso TRF3 encerra inscrições nesta terça, 28; veja datas!



Autor:Mateus Melis
Publicado em:28/05/2024 às 07:10
Atualizado em:28/05/2024 às 07:10

 Os interessados em uma das vagas do concurso TRF3 devem ficar atentos ao cronograma da seleção. Isso porque as inscrições terminam nesta terça-feira, 28.


As inscrições podem ser feitas até as 23h59, no portal da Fundação Carlos Chagas (FCC), organizadora da seleção.


Após o preenchimento do formulário, o candidato deverá imprimir o boleto bancário e quitar o valor da taxa de R$80, para técnicos, e de R$130, para analistas.


Com a chegada do prazo final do processo de inscrição, os candidatos devem ficar atentos às principais datas do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (São Paulo e Mato Grosso do Sul).

Veja o cronograma:

  • prazo final de inscrição: 28 de maio
  • data final para pagamento do valor da taxa: 29 de maio
  • divulgação dos locais de prova e cartão de informação do candidato: 26 de junho
  • aplicação das provas objetivas e discursivas: 28 de julho
  • divulgação do gabarito preliminar: 29 de julho
  • período recursal contra as questões e os gabaritos das provas: 30 e 31 de julho
  • resultado preliminar das provas objetivas e discursivas: 3 de setembro
  • período recursal contra o resultado preliminar das provas objetivas e discursivas: 4 e 5 de setembro
  • resultado final das provas: 2 de outubro.

Acusado de vaquinhas fake de R$ 2 mi, adolescente vivia em cobertura

BRB abre inscrições para concurso público com 200 vagas.



 SAMUEL PERESSIN

SAMUEL@JCCONCURSOS.COM.BR

O concurso do BRB (Banco de Brasília) para a carreira de analista de tecnologia da informação abriu inscrições nesta quarta-feira (8). Estão em disputa 200 vagas, assim distribuídas:

    •  100 para contratação imediata;
    •  100 para cadastro reserva.

Voltada a profissionais com curso superior na área de computação e tecnologias da informação e comunicação, a função oferece salário inicial de R$ 10.204,91 (jornada de 30 horas semanais), além de benefícios como:

  • participação nos lucros e nos resultados;
  • plano de saúde;
  • previdência complementar;
  • Passo a passo para se inscrever

    O prazo para inscrições termina em 9 de junho, às 22h. Para concorrer, os interessados deverão realizar cadastro pela página www.iades.com.br. A taxa de participação custa R$ 94.

  • O processo seletivo é organizado pelo Iades (Instituto Americano de Desenvolvimento). Em caso de dúvidas, a banca pode ser contatada por meio do telefone (61) 3574-7200, além do e-mail cac@iades.com.br.

    O que estudar para o concurso do BRB

    As provas objetiva e discursiva estão agendadas para a tarde 14 de julho, no Distrito Federal, com duração de quatro horas e meia. A consulta aos locais de aplicação será liberada em 26 de junho.

    Os candidatos deverão solucionar 60 questões de múltipla escolha, além de elaborar um texto dissertativo-argumentativo com, no máximo, 30 linhas. O conteúdo programático engloba:

    • língua portuguesa;
    • raciocínio lógico e matemática;
    • governança corporativa e compliance;
    • inovação;
    • legislação;
    • conhecimentos sobre o Distrito Federal;
    • conhecimentos específicos.

    A seleção terá validade de dois anos, a contar da data de homologação do resultado final. O prazo poderá ser prorrogado uma vez, por igual período, a critério da instituição financeira, conforme estabelece o edital.

segunda-feira, 27 de maio de 2024

Concurso Unificado tem provas remarcadas para agosto.



 O Governo Federal, por meio de nota oficial do Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI), confirmou nesta quinta-feira, 23, a nova data das provas do Concurso Nacional Unificado (CNU). A aplicação foi remarcada para o dia 18 de agosto.


As provas objetivas e discursivas serão realizadas em 228 cidades brasileiras, conforme opção no ato da inscrição. Mais de 2 milhões de candidatos serão convocados para a etapa.

Inicialmente, as provas aconteceriam em 5 de maio. Porém, dois dias antes, o governo decidiu adiar a aplicação em todo país, por decorrência das fortes chuvas e do estado de calamidade pública no Rio Grande do Sul.


De acordo com a ministra da Gestão e Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, a decisão foi tomada para que todos os candidatos pudessem realizar as provas nas mesmas condições.


Após o adiamento, o MGI informou que todos os 18.757 malotes de prova foram recolhidos em todo o Brasil para um local seguro. Os malotes foram checados, um a um, por membros da rede de segurança, e não foi identificada qualquer violação.


Coordenada pelo MGI, a rede é formada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp/MJSP), Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Força Nacional (FN), Secretarias de Segurança Pública Estaduais, além da Fundação Cesgranrio e dos Correios. 


O Ministério da Gestão afirmou que iniciará um diálogo institucional para garantir os locais de prova, priorizando a manutenção dos locais definidos anteriormente.


No caso do Rio Grande do Sul, haverá um diálogo especial para garantir o acesso das pessoas inscritas no estado.  


Não há previsão de mudança da cidade de prova escolhida no ato da inscrição.


Os concorrentes deverão acessar novamente os cartões de prova, para verificar se o local de aplicação foi mantido ou alterado em razão da nova data. 


O cartão de confirmação de inscrição, com os detalhes sobre os locais de provas, será divulgado no dia 7 de agostopela página do concurso. Para acessar, é preciso fazer login com os dados da conta GOV.BR. 

Inscrições do Concurso Unificado serão reabertas?

O Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos, organizador do concurso, não sinalizou nenhuma possibilidade de reabertura das inscrições.


Os editais do CNU também não contam com essa prerrogativa. O Concurso Nacional Unificado tem o total de 2.144.435 inscritos confirmados para cargos de níveis médio e superior.


Tendo como referência concursos recentes, quando a aplicação da prova é adiada, os órgãos não abrem um novo período para inscrição.


Apenas aqueles que já se candidataram permanecem na seleção e podem realizar os exames na nova data.

Terá possibilidade de devolução da taxa de inscrição?

Em paralelo, muitos concursos abrem a possibilidade de devolução da taxa de inscriçãopara quem não deseja permanecer na seleção com a nova data da prova.


O Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos informou à reportagem que os casos passíveis de reembolso são para problemas ocorridos durante a aplicação das provas.


A pasta ainda afirmou que "por enquanto ninguém pode solicitar, pois ninguém foi prejudicado".


Na nota oficial que confirma o dia 18 de agosto, o MGI também não menciona a possibilidade de devolução da taxa, a priori.

Provas do CNU serão aplicadas em dois turnos

Os candidatos do CNU serão avaliados por provas objetivas e discursivas. A aplicação ocorrerá nos turnos da manhã e da tarde nos seguintes horários:


Turno da manhã

  • Abertura dos portões: 7h30
  • Fechamento dos portões: 8h30
  • Início da aplicação: 9h
  • Término da aplicação: 11h30
  • Término da aplicação para candidatos que necessitem de tempo adicional para realização das provas e tenham solicitado no ato da inscrição: 12h30
  • Duração da prova: 2h30

Turno da tarde

  • Abertura dos portões: 13h
  • Fechamento dos portões: 14h
  • Início da aplicação: 14h30
  • Término da aplicação: 18h
  • Término da aplicação para candidatos que necessitem de tempo adicional para realização das provas e tenham solicitado no ato da inscrição: 19h.
  • Duração da prova: 3h30

No turno da manhã, os inscritos nos blocos de nível superior (1 a 7) terão que responder a 20 questões objetivas de Conhecimentos Gerais e a uma questão dissertativa de Conhecimento Específico.


Para o bloco de nível médio (8), os participantes farão 20 questões de múltipla escolha e uma redação.  


No período da tarde, para os blocos de nível superior (1 a 7), serão cobradas 50 questões objetivas de Conhecimentos Específicos.


Já os candidatos no bloco de nível médio (8) farão mais 40 questões objetivas.


Será eliminado quem obtiver aproveitamento inferior a 40% da pontuação nas provas objetivas de Conhecimentos Gerais e Específicos ou nota zero na prova discursiva.


A oferta será de 6.640 vagas em cargos dos níveis médio e superior, com salários que podem ultrapassar os R$20 mil. As oportunidades estão distribuídas por 21 órgãos e entidades do Poder Executivo Federal.