sábado, 14 de abril de 2018

Marielle 1 mês depois: mais de 120 cidades pelo mundo organizam atos.



este sábado (14), dia em que completa-se um mês do assassinato da vereadora carioca Marielle Franco e seu motorista, Anderson Pedro Gomes, ações em diversas cidades do mundo irão lembrar a ativista dos direitos humanos e seu funcionário, além de cobrar das autoridades o esclarecimento do crime. Os dois foram mortos a tiros no último dia 14 de março, no bairro carioca do Estácio, quando saíam de um evento do qual Marielle tinha participado, “Jovens negras movendo as estruturas”. Dias antes de ser morta, ela denunciou em suas redes uma ação violenta dos oficiais do 41º Batalhão da Polícia Militar em Acari.

Duas semanas antes, tinha assumido como relatora na Comissão de Observação da Intervenção Federal. O crime teve grande repercussão internacional e diversas personalidades ao redor do planeta se juntaram ao coro do pedido por justiça.

“A Marielle era o nosso sonho político, tinha em seu corpo tudo aquilo que a gente deseja ver na política: era negra, favelada, defensora dos direitos humanos, LGBT. Não podemos deixar tudo o que ela realizava morrer com ele. Estamos tentando nos dar as mãos coletivamente para não deixar que tudo o que ela defendia morra. Que a gente possa, com várias outras vozes, reverberar a lição que ela deixou para o mundo”, resume Mariana Gomes, colaboradora do mandato de Marielle e mestranda da PUC-RJ. “Ontem, uma mulher foi esfaqueada pelo ex na Tijuca [foram mais de dez facadas]. Era com certeza um caso que ela atenderia pela Comissão de Defesa da Mulher [que ela presidia]”, lembraUm dos principais eventos é o Amanhecer por Marielle e Anderson, que acontecerá às 6h da manhã em diversas cidades do mundo, entre elas Londres, Quebec (Canadá), Budapeste, Buenos Aires e Lima. O Rio recebe a manifestação em diversos pontos, como a Praça Saens Peña, na Tijuca (onde Marielle morava desde o ano passado); a Clínica da Família Adib Jatente, na Maré (onde cresceu), nos Arcos da Lapa e nos largos das Neves, dos Guimarães e do Curvelo, em Santa Teresa, entre muitos outros. Em São Paulo, MASP e Praça Roosevelt terão edições do ato. Cuiabá, Santa Catarina, Fortaleza e Salvador estão entre as cidades que irão sediar o ato.

MULHERES DO MUNDO 14.04.2018 - 06H02 POR KAMILLE VIOLA

Nenhum comentário:

Postar um comentário